XI Congresso Mundial Art Déco

Instituto Art Déco Brasil

 

Em 2011, o XI Congresso Mundial de Art Déco aportava no Rio de Janeiro, trazendo especialistas e “décophiles” do mundo inteiro. Até então, nenhuma cidade da América Latina sediara o evento, bienal, inaugurado em Miami, em 1991.

Material Digitalizado

Os links embaixo mostram versão eletrônica da Revista com detalhes da programação e a galeria de fotos do XI CONGRESSO MUNDIAL ART DÉCO realizado em 2011.


Durante sete dias a cidade do Rio de Janeiro foi o epicentro de todos os assuntos relacionados ao Art Déco. Especialistas, estudiosos, colecionadores, marchands e admiradores do tema vieram de diferentes partes do mundo para o XI Congresso Mundial de Art Déco, evento que acontece a cada dois anos e que pela primeira vez foi realizado na América Latina.

Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer de perto as valiosas preciosidades Art Déco que a cidade maravilhosa abriga, através de tours a ícones como o Cristo Redentor – o maior monumento do mundo no estilo , a visitas a importantes coleções particulares, como de Hecilda e Sérgio Fadel, Luiz Fernando Grabowsky e família Monteiro de Carvalho.

Um dos pontos altos do evento – fora a polêmica discussão sobre a autoria do projeto do Cristo Redentor-, foi o lançamento do livro "Rio de Janeiro Art Déco". Escrito pelo presidente do Instituto Art Déco Brasil, Márcio Alves Roiter, o livro é um guia sobre prédios, obras de arte e mobiliário que marcaram a história Art Déco na cidade, quando a modernidade, o luxo, os geometrismos e o desejo pela ornamentação predominavam na então capital do Brasil que tentava se separar da aura de colônia para abraçar seu status como República.

Os “World Congresses on Art Déco®”, bienais, reúnem a nata dos aficcionados do estilo ao redor do mundo. Consagram as cidades aonde se realizam, despertando a atenção da comunidade mundial de interessados no Art Déco, cada dia mais numerosa. O primeiro Congresso se realizou em 1991 em Miami. De lá pra cá aconteceu em cidades como Los Angeles, Londres, Cidade do Cabo. Nos três últimos, Nova Iorque (2005), Melbourne (2007) e Montréal (2009), o Rio de Janeiro foi motivo de palestras e, fato único na história dos Congressos – tres apresentações consecutivas – demonstram o interesse mundial pela nossa cidade. Depois de acirrada disputa entre as candidaturas do Rio e a do combinado Paris/Reims/Saint-Quentin, o Rio de Janeiro e o Instituto Art Déco Brasil receberam o maior número de votos dos delegados, e o Rio foi, durante o 10º Congresso, em Montréal, (maio de 2009), oficialmente designado para sede do Congresso Mundial de Art Déco em 2011.